Sexo e Menopausa

 Em menopausadas

A menopausa é um período de mudanças expressivas. As transformações hormonais que acontecem nesta etapa podem afetar a vida sexual, o que não significa que se deve evitar o sexo depois da menopausa. É natural, contudo, observar a queda na libido, ressecamento vaginal, entre outras queixas que podem afetar o desejo e o ato sexual..

Falar sobre o assunto e conhecer informações sobre as mudanças provocadas pela menopausa é uma forma de melhorar o prazer e o ato sexual nessa fase cheia de tabus.

menopausa como aumentar libido

Clique para assistir

SEXO e MENOPAUSA

sim, existe vida sexual depois da menopausa!

Mudanças que surgem com a menopausa

A menopausa traz mudanças importantes e constantemente esse período é associado ao fim do desejo sexual. Com a queda hormonal, muitas pessoas acreditam que é impossível ter uma vida sexual ativa depois da menopausa, o que é um mito que deve ser superado.

Em média, a entrada da menopausa acontece aos 51 anos, mas a partir dos 40 algumas mulheres já podem observar as primeiras mudanças. Entender o que muda é um aspecto fundamental para respeitar os processos do próprio corpo e se adaptar a eles.

Libido

A libido é um processo fisiológico natural do corpo humano, que pode ser influenciada por uma série de fatores. Fatores físicos, emocionais, sociais e hormonais vão impactar a libido, que é a capacidade de sentir prazer.

Na menopausa ou mesmo durante a idade fértil, a falta de libido é uma queixa comum em consultórios, já que o prazer da mulher ainda é tratado como um tabu social.

Na menopausa, com a queda dos hormônios estrogênio e progesterona, pode acontecer a falta de desejo, provocada pela menor circulação destes hormônios. Outros fatores da menopausa, como alterações no humor, distúrbios do sono, modificações corporais que causam problemas na autoestima, entre outros, estão relacionados à falta de libido.

Os distúrbios do humor, quando tratados por medicamentos como ansiolíticos e antidepressivos, podem afetar ainda mais a libido. Portanto, é fundamental que a libido seja um fator importante para a escolha da medicação.

Ressecamento vaginal

A falta de hormônio local, chamada de síndrome urogenital na mulher, também contribui para a falta de libido, ocasionando um quadro de ressecamento vaginal. Este quadro é responsável por dores na relação e falta de lubrificação, fatores que interferem diretamente no desejo sexual.

Sexo Menopausa

Como se adaptar a essa etapa da vida?

Assim como a menopausa é um momento de transformações, a vida sexual também deve ser transformada neste momento. Se a mulher já possui uma parceria com quem tem um vínculo íntimo e acolhedor, os problemas devem ser tratados com esse apoio e compreensão.

Para as mulheres solteiras na fase da menopausa, é o momento de se autoconhecer, acolher as modificações do período e explorar o prazer, seja sozinha ou acompanhada.

Veja algumas dicas para contornar os desafios do período e redescobrir o prazer após a menopausa.

Lubrificante x Hidratante vaginal: aliados contra o ressecamento

Há cosméticos íntimos que podem auxiliar nesta etapa da vida, como é o caso dos lubrificantes e do hidratante vaginal.

diferença entre os dois produtos está na atuação de cada um deles e nos momentos de uso. O hidratante vaginal pode ser utilizado no cotidiano, já que promove uma hidratação da região íntima, tratando o ressecamento vaginal.

Dessa forma, o hidratante é um aliado para tratar e prevenir os episódios de ressecamento vaginal. Esse produto atua formando uma barreira protetora, que em alguns casos, pode garantir a hidratação vaginal por até 72h.

Já o lubrificante possui um uso mais pontual. É recomendado durante a atividade sexual, esteja a mulher acompanhada do seu parceiro ou parceira ou sozinha, com ou sem o uso de sex toys. O lubrificante não possui a função de conferir uma hidratação prolongada, porque seu uso é apenas durante a atividade sexual.

Reposição hormonal feminina

É importante frisar que nem toda mulher é candidata para a reposição hormonal, afinal, ela traz riscos para alguns grupos, como é o caso de tabagistas, com grande risco de trombose, por exemplo. A reposição hormonal é recomendada a partir do estudo clínico, que analisará os benefícios e malefícios para aquela mulher.

Autoconhecimento é fundamental: momento para testar o que traz prazer

Graças aos avanços na equidade de gênero, hoje as mulheres podem falar mais abertamente sobre temas como sexo, masturbação e desejo sexual. Na menopausa, é fundamental que a mulher possa dialogar sobre esses assuntos com sua ginecologista, amigas (os) e parceiros (as).

Neste momento, a mulher precisará conhecer o seu corpo, redescobrir o que traz prazer, testar novas posições e conversar com o (a) parceiro (a) sobre sua libido. Pode ser o momento de testar sex toys, seja sozinha ou acompanhada. Também é interessante fazer uso de posições que te coloquem no controle, para você poder ficar mais confortável em direcionar o que é melhor para o seu momento de redescoberta.

O pompoarismo, técnica de treinamento muscular vaginal, pode auxiliar a se conhecer melhor e recuperar a elasticidade do canal vaginal, trazendo mais prazer.

Laser de CO2

Como a reposição hormonal tem sido relacionada a diversos riscos e é cada vez recomendada para menos casos, o laser de CO2 tem se mostrado uma terapia interessante para tratar problemas relacionados à falta de libido na menopausa.

O laser de CO2, também conhecido como laser vaginal, é liberado pela Anvisa e reconhecido pela Sociedade Brasileira de Medicina. É uma terapia segura, feita com analgésicos, sendo necessárias em torno de três sessões. Copm a terapia, é possível ter bons resultados contra o ressecamento vaginal e a síndrome urogenital.

Os benefícios são a melhora na elasticidade, aumento da vascularização, trazendo mais prazer na atividade sexual e melhora na incontinência urinária.

Clínica especializada em Climatério e Menopausa

Sexo e Menopausa pode ser incrível!

Infelizmente, ainda há um grande tabu na sociedade, que após o término da idade fértil, a mulher deixa de ter vida sexual. Neste momento, a mulher deixa de ter capacidade reprodutiva, mas sua capacidade de ter orgasmos e uma vida sexual ativa não deixam de existir.

Ainda, há vantagens existentes no período pós-menopausa, que devem ser lembradas. Neste período, já não há mais a possibilidade de gestação, o que pode trazer mais leveza para o ato sexual e interrupção de métodos contraceptivos.

  • Outra vantagem é que as mulheres com mais de 40 anos já possuem experiência sexual e conhecem muito mais o seu corpo nessa idade ou, se não conhecem, já possuem maturidade para se importar menos com a opinião de terceiros e descobrir sua liberdade, independência e perceber o que a faz verdadeiramente feliz!
medica menopausa

Dra Fernanda Torras :: especializada em Menopausa

A doutora Fernanda Torras é referência no tratamento das mulheres na Menopausa e Climatério em São Paulo.

Formado há mais de 15 anos, se especializou em Ginecologia e pós-graduada em Mastologia.

Clínica localizada no bairro Campo Belo em SP.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Volatr ao topo