Laser Íntimo

Rejuvenescimento Vaginal com Laser CO2

menopausa tratamentos sintomas
Clique para assistir

Laser Vaginal

O corpo da mulher passa por inúmeras transformações ao longo de sua vida. Neste contexto, a saúde íntima é um dos pontos que merecem atenção diferenciada a cada fase. Principalmente tendo em vista as grandes alterações hormonais e comportamentais que ocorrem conforme as mulheres navegam pelas suas diferentes idades reprodutivas.

Por isso, é muito importante ter em mente que a cada etapa o corpo feminino pode precisar de diferentes cuidados. Afinal de contas, a forma como seu organismo se comportava durante a infância era completamente diferente da adolescência, assim como na vida adulta e ao longo de todo o amadurecimento, não é mesmo?

E adotar diferentes condutas em cada um destes estágios é indispensável para garantir maior qualidade de vida e saúde, além de vivências mais plenas e satisfatórias. Acompanhar de perto todas as transformações e dedicar a atenção necessária a cada mudança é importante até mesmo para a saúde mental.

E é justamente neste âmbito que surge o laser íntimo. Ele é uma das mais modernas tecnologias disponíveis para auxiliar na manutenção da saúde e da qualidade de vida das mulheres. Este tratamento, também conhecido como laser fracionado vaginal, funciona a partir do uso do laser de CO2, já aplicado em diversas áreas da saúde e em procedimentos estéticos.

No entanto, quando utilizado na saúde genital feminina, promove inúmeros benefícios e atua no combate a uma série de condições de saúde, por proporcionar um rejuvenescimento dos tecidos que revestem a vulva e a vagina. Por isso é muito indicado como um poderoso aliado de mulheres na fase de climatério, ajudando a restabelecer a confiança, a autoestima e o bem-estar.

Quanto custa o Laser íntimo?

Se você quer saber mais sobre o assunto, continue comigo na leitura deste artigo. A seguir, eu vou te contar tudo o que você precisa saber sobre este tratamento, incluindo o que é o laser íntimo, como ele funciona e para quem é indicado.

Vamos lá?

O que é o laser íntimo?

O laser íntimo é uma terapia baseada na aplicação local de laser de gás carbônico nas áreas da vulva e da vagina. Ou seja, tanto na parte interna, quanto externa da região genital feminina. É utilizado um equipamento especial para esta área, que pode alcançar todas as superfícies necessárias e com uma calibragem adequada para estimular o delicado tecido que recobre os órgãos sexuais femininos.

O objetivo deste tratamento é proporcionar o rejuvenescimento dos tecidos que compõem a genitália. Este processo é muito importante, pois, ao longo dos anos, as alterações fisiológicas que acontecem nas estruturas podem ser a porta de entrada para infecções, além de ter grande impacto na vida sexual e na autoestima feminina.

laser vaginal

Para quem é indicado o laser íntimo?

O laser de CO2 íntimo é indicado para a resolução de todos os sintomas e condições de saúde que derivam da queda da produção de estrogênio e da perda de fibras elásticas. Isso porque ele promove um verdadeiro rejuvenescimento dos tecidos ao estimular as fibras de colágeno e a vascularização da região.

Assim, o laser íntimo é indicado para:

• Mulheres na menopausa;

• Mulheres que passam por menopausa precoce;

• Casos de incontinência leve;

• Ressecamento vaginal e baixa lubrificação durante as relações sexuais;

• Infecções urinárias de repetição;

• Síndrome urogenital.

Mas não são apenas estes os casos em que o laser íntimo pode melhorar a autoestima e a qualidade de vida das mulheres. Outras indicações comuns do tratamento incluem:

• Recuperação da elasticidade e firmeza da mucosa vaginal e do assoalho pélvico após o parto;

• Recuperação da vascularização e elasticidade do assoalho pélvico em mulheres após a cirurgia bariátrica;

• Mulheres com histórico ou risco de trombose que desejam aprimorar a função da região íntima sem recorrer aos cremes com hormônios;

• Mulheres que passaram por tratamento para o câncer de mama e outras que não são candidatas elegíveis aos tratamentos de reposição hormonal;

• Complemento da terapia de reposição hormonal;

• Mulheres pré-menopausa que sofrem com o ressecamento vaginal;

• Pós-quimioterapia em geral;

• Mulheres que desejam aprimorar a estética da região íntima;

• Mulheres que sofrem com vaginismo ou dispareunia (dor durante as relações sexuais);

• Clareamento da região íntima feminina.

Receber orçamento
Quanto custa uma sessão de Laser Íntimo?

O valor do laser íntimo médio pode variar de acordo com a clínica médica.
O tratamento na região vaginal tem o preço por sessão entre R$1.650 a R$2.500 aproximadamente.
É bastante comum existirem pacotes de sessões com consulta, onde os valores podem ser melhorados.

Quanto tempo dura o efeito do laser CO2 vaginal?

Depende do organismo de cada mulher e grau da queixa, mas em geral entre 6 meses e 1 ano.
Quando reavaliado e indicado pela ginecologistas é recomendado uma nova sessão de manutenção.

Quantas sessões de laser vaginal são necessárias?

Normalmente o tratamento é composto por três sessões e intervalo mínimo de 30 dias entre as aplicações.
O número de sessões pode variar de acordo com os objetivos da paciente e prévia avaliação da ginecologista especializada. Cada sessão é utilizado anestésico tópico local e realizada na própria clínica pela médica ginecologista.

Para que serve o laser vaginal?

Tratamento Regenerativo, Funcional e Estético. É minimamente invasivo, feito pelo Laser de CO2 fracionado para estimular a produção do colágeno e Rejuvenescer a região vaginal.
O Laser íntimo é uma excelente possibilidade para aquelas que não podem fazer reposição hormonal.
Portanto, serve para reparar as características da genitália, melhorando os aspectos globais de vida do dia a dia da mulher.

Como funciona o laser na vagina?

Com o passar do tempo perdemos colágeno de forma acelerada, incluindo a região de vulva e vagina.

O que o laser íntimo faz no tecido vaginal?

Talvez você esteja se perguntando: “Mas como o laser é capaz de proporcionar o rejuvenescimento?”

Bem, para entender isso, vamos começar compreendendo as transformações que acontecem com o amadurecimento do corpo feminino. Especialmente aquelas que aparecem a partir do climatério, desde a fase pré-menopausa, até o pós-menopausa.

 

O que é menopausa e qual seu impacto na saúde genital da mulher?

Menopausa é um termo que se refere ao período em que a mulher para de menstruar. Isso acontece por causa de uma mudança no padrão hormonal feminino, caracterizado principalmente pela queda da produção de um hormônio chamado estrogênio, o que provoca uma série de alterações no organismo da mulher.

Neste contexto, vale notar que o estrogênio desempenha um importante papel na saúde íntima feminina. Em primeiro lugar, vale ter em mente que este hormônio é um dos fatores responsáveis pela manutenção do pH (acidez) adequado na vagina.

Assim, quando sua produção se reduz, a acidez vaginal se altera. Com isso, todo o equilíbrio da flora bacteriana natural da região se desestabiliza, o que abre as portas para o surgimento de infecções vulvovaginais, que têm significativo impacto sobre o bem-estar e a autoconfiança femininos.

Mas não é só este o efeito da queda do estrogênio no organismo da mulher. Este hormônio também é responsável por manter as fibras de colágeno que compõem os tecidos da região vulvovaginal.

Desta forma, quando a produção de estrogênio entra em declínio, começa a haver uma degradação destas fibras. Este é um processo natural, e não indica nenhum problema de saúde.

No entanto, gera importantes efeitos colaterais, que podem, por sua vez, trazer desconforto e até mesmo facilitar o aparecimento de algumas infeções. Veja a seguir!

 

Qual é a importância das fibras de colágeno na região íntima feminina

O colágeno desempenha um importante papel em alguns processos que acontecem na genitália feminina. Em primeiro lugar, é preciso compreender que, assim como em qualquer outro tecido, o colágeno tem a função de promover elasticidade.

Não é à toa que é muito comum falarmos em colágeno quando o assunto é saúde da pele e estética facial e corporal. E na área íntima da mulher ele tem uma finalidade similar, conferindo maior elasticidade à mucosa e à pele que reveste a região.

Assim, o declínio da produção de estrogênio no corpo da mulher conduz naturalmente a um processo de aceleração da perda de elasticidade, não só em outras áreas do corpo, mas também na vulva e na vagina. E isso tem importantes impactos para a vida da mulher.

Esta perda de elasticidade pode provocar primariamente o surgimento de desconfortos durante a relação sexual. Isso traz muitas inseguranças para as mulheres, o que provoca um declínio da qualidade de vida, da satisfação sexual e acaba até mesmo interferindo em suas relações com parceiros.

Outra questão importante é que estes processos de envelhecimento levam a uma queda da lubrificação natural produzida pela vagina. Desta maneira, é comum que as mulheres nas diferentes fases do climatério experienciem ressecamento vaginal, que pode causar desconforto no dia a dia, além de dificultar a relação sexual e reduzir o prazer, novamente impactando a qualidade dos relacionamentos e a autoconfiança da mulher.

Outro sintoma oriundo da perda de fibras de colágeno na região íntima é a queda da vascularização. Este é mais um efeito que pode ter grande impacto sobre a vida sexual da mulher, uma vez que uma boa irrigação sanguínea é indispensável para a excitação durante as relações.

As transformações produzidas pela menopausa e pela perda das fibras de colágeno levam a um verdadeiro efeito cascata na saúde feminina. O surgimento da síndrome urogenital é uma das consequências comuns da menopausa e da redução da elasticidade vaginal.

Ela vem acompanhada de diversos sintomas que incluem os que já mencionamos, mas que também abarcam flacidez da mucosa vaginal, ardor, infecções urinárias de repetição, irritação com coceira e até mesmo incontinência urinária.

Por isso, criar uma rotina de cuidados para combater estas condições é indispensável para que a mulher possa ter uma vida plena e satisfatória após a menopausa. E é aí que entra o laser íntimo para rejuvenescimento da região vulvovaginal.

Regenerativo, Estético e Funcional

O laser promove a produção de novas fibras de colágeno.

Como funciona o tratamento com o laser íntimo?

O tratamento com o laser íntimo é rápido e muito simples. O mais importante a se entender é que ele deve ser indicado e realizado por um médico ginecologista, especialista capacitado para os cuidados com a saúde reprodutiva e da genitália feminina.

Neste contexto, seu médico deverá indicar o melhor protocolo de tratamento para o seu caso. Ele vai considerar suas condições de saúde, suas queixas, seu estilo de vida e suas expectativas para definir o número de sessões necessárias para você.

No entanto, na maioria dos casos, 3 sessões de laser íntimo são suficientes para promover todos os benefícios do rejuvenescimento vaginal e trazer, assim, muito mais saúde, conforto e autoconfiança para a paciente. Desta maneira, o tratamento completo com o laser íntimo geralmente leva 3 meses, visto que cada aplicação deve respeitar o intervalo de um mês.

Cada sessão leva apenas cerca de 30 minutos. Na primeira etapa, é feita uma higienização da área, que é seguida da aplicação de um anestésico tópico sobre a região a ser tratada. Ao final de cada sessão, a paciente está liberada para voltar às suas atividades normais, incluindo trabalho e exercícios físicos.

Vale destacar que o procedimento é indolor e muito bem tolerado pelas pacientes. Na maioria dos casos, as mulheres sentem apenas uma sensação de aquecimento na região tratada, mas que não causa nenhum grande desconforto.

 

O que esperar do tratamento com o laser íntimo?

Após a aplicação, um processo de regeneração dos tecidos, capaz de durar várias semanas, é acionado. Muitas mulheres já notam melhorias significativas desde a primeira sessão. A mucosa da vagina torna-se mais firme e hidratada e o epitélio adquire uma característica mais espessa, tonificada e elástica.

Além disso, a primeira aplicação já atua no restabelecimento do pH vaginal adequado. Assim, imediatamente a barreira protetora natural começa a se regenerar e reduzir os riscos de desenvolvimento de infecções. A função sexual também já melhora logo nos primeiros dias, uma vez que o aprimoramento dos tecidos traz mais conforto, vascularização e prazer durante as relações.

A incontinência urinária, por sua vez, melhora gradualmente, à medida que a regeneração acontece.

 

Manutenção dos benefícios do tratamento com laser íntimo

Como você já viu, após a queda da produção de estrogênio, o corpo da mulher sofre algumas alterações que não podem ser revertidas naturalmente. Por isso, em muitos casos há indicação de que a paciente faça uma manutenção após alguns meses, a fim de que as melhorias conquistadas ao longo das primeiras 3 sessões possam ser mantidas.

A boa notícia é que os efeitos do protocolo são bastante duradouros. Por isso, quando necessária, a manutenção do laser íntimo só precisa ser realizada uma vez por ano, e geralmente se resume a uma única sessão.

Quais são as contraindicações do laser íntimo?

Apesar de oferecer inúmeros benefícios e ser uma opção viável para muitas pacientes que não podem recorrer a outros protocolos comuns, o laser íntimo tem sim algumas contraindicações, assim como qualquer tratamento médico ou estético.

Neste caso, elas se referem principalmente a condições de saúde específicas, sobretudo aquelas que afetam diretamente a saúde e a integridade dos tecidos a serem tratados. Assim, as principais contraindicações para o tratamento com o laser fracionado vaginal são:

• Diagnóstico de infeções sexualmente transmissíveis (precisa tratar antes para liberar);

• Presença de lesões por HPV (precisa tratar antes para liberar);

• Vulvovaginites, infecções da vulva e da vagina ativas (precisa tratar antes para liberar);

• Gravidez (somente indicado no pós-parto).

Vale a pena fazer o laser íntimo?

Como você viu, o laser íntimo é um procedimento indolor, rápido e muito eficiente no combate a uma série de queixas associadas à saúde genital feminina, especialmente àquelas relacionadas à menopausa. O tratamento também requer baixa manutenção e é capaz de aprimorar vários aspectos da vida da mulher, trazendo mais autoconfiança e bem-estar.

Por isso, se você sente algum desconforto ou deseja tratar efeitos colaterais da menopausa, vale muito a pena investir neste procedimento.

Receber orçamento
medica menopausa

Médica da Saúde da Mulher 40+

A dra Fernanda Torras é referência no tratamento das mulheres na Menopausa e Climatério em São Paulo com Laser Íntimo, Reposição Hormonal e outros tratamentos modernos e atualizados.

Formado há mais de 15 anos, se especializou em Ginecologia e pós-graduada em Mastologia pela Santa Casa de SP.

Atendimentos particular na clínica no bairro de Campo Belo em São Paulo.

Volatr ao topo