Dor no sexo

Dispareunia: Dor na relação NÃO É NORMAL!

Dor durante a relação sexual: Causas, Sintomas e Tratamentos

A dispareunia é um problema comum que muitas mulheres enfrentam, caracterizado por desconforto ou dor na relação sexual. A dor pode ser causada por uma variedade de fatores, incluindo infecções, alterações hormonais, vaginismo e endometriose. Embora muitas mulheres possam sentir dor durante o sexo em algum momento de suas vidas, a dispareunia é uma dor persistente que pode afetar a qualidade de vida e o bem-estar emocional e físico.

Conheça mais sobre as causas da dor durante a relação sexual, sintomas, bem como formas de prevenir essa condição e as opções de tratamento disponíveis para ajudar a aliviar e melhorar a qualidade de vida.

dor no sexo

Tratamento Dor no Sexo

Causas da Dor no Sexo

A dispareunia pode ser causada por uma variedade de fatores, que incluem:

  • Vaginismo: essa disfunção sexual é uma condição em que os músculos da vagina se contraem involuntariamente, tornando a penetração dolorosa ou impossível. Isso pode ser causado por ansiedade, estresse ou trauma.
  • Menopausa: a diminuição do estrogênio pode levar a uma diminuição da lubrificação vaginal e a um afinamento da parede vaginal, o que pode resultar em dor.
  • Infecções vaginais ou urinárias: as infecções podem ser uma causa comum de dor durante a relação sexual. Infecções do trato urinário.
  • Infecções fúngicas: um exemplo é a candidíase, podem causar coceira, dor e irritação.
  • Infecções bacterianas: aqui podemos citar a vaginose bacteriana, também podem causar dor no sexo.
  • Alterações hormonais: flutuações hormonais podem afetar a saúde vaginal.
  • Problemas de tireoide.
  • Cicatrizes ou aderências pós-cirúrgicas.
  • Lesões: as lesões na vulva, vagina ou útero podem causar desconforto no sexo.
  • Irritação vaginal: devido ao uso de produtos químicos ou alergias (látex do preservativo, por exemplo).
  • Endometriose: a endometriose é uma condição em que o tecido que normalmente cresce dentro do útero cresce fora dele. Isso pode causar dor durante o ato sexual, bem como dor menstrual intensa e dor pélvica.
  • Problemas ginecológicos: miomas uterinos, cistos ovarianos e outras condições ginecológicas podem levar à dispareunia.
  • Psicossomáticas: ansiedade, depressão, estresse e medo (histórico de abuso sexual) podem causar tensão vaginal e dor durante o sexo.
  • Hipertrofia ou assimetria dos lábios vaginais: durante o relação sexual, o excesso de pede da região pode ocasionar incômodo e dor.

Sintomas da Dispareunia

Os sintomas da dispareunia podem incluir:

  • Dor durante a penetração vaginal.
  • Dor profunda durante o sexo.
  • Desconforto que permanece após o sexo.
  • Mal estar ao usar um absorvente interno.
  • Incômodo ao realizar um exame pélvico.
  • Dor persistente na região genital.
  • Ansiedade ou estresse relacionado ao sexo.

Diagnóstico

O diagnóstico geralmente envolve um exame pélvico e uma revisão do histórico clínico da paciente. A ginecologista pode prescrever testes adicionais, como ultrassom ou colposcopia, para determinar a causa subjacente da dor.

Tratamentos Dor na Relação

O tratamento para a dor durante a relação sexual dependerá da causa subjacente da dor. A seguir, apresentamos algumas opções de tratamento possíveis

  • Tratamento de infecções: se a dispareunia for causada por uma infecção, como uma infecção urinária ou uma infecção vaginal, será necessário um tratamento com antibióticos.
  • Terapia hormonal feminina: caso a dor for causada por flutuações hormonais, a terapia hormonal pode ser recomendada para ajudar a restaurar a saúde vaginal, principalmente para as mulheres na menopausa.
  • Terapia comportamental: a terapia pode ser recomendada para ajudar a gerenciar a ansiedade, o estresse e os problemas emocionais.
  • Tratamento para endometriose:  o tratamento para endometriose pode incluir medicamentos, terapia hormonal ou cirurgia, dependendo da gravidade da condição.
  • Lubrificantes e hidratantes: em alguns casos, a dor é causada por secura vaginal, lubrificantes e cremes hidratantes vaginais podem ajudar a aliviar o desconforto durante a relação sexual.
  • Fisioterapia pélvica: o acompanhamento profissional com uma fisioterapeuta pélvica, especialidade em reabilitação das disfunções do assoalho pélvico, pode ajudar a relaxar os músculos da região pélvica e melhorar a circulação sanguínea, aliviando a dor durante a relação sexual.
  • Laser Íntimo: é um tratamento regenerativo muito moderno para combater a falta de lubrificação vaginal, atrofia e dor no sexo. O laser vaginal utiliza um feixe de luz para estimular a produção de colágeno na vagina, melhorando a saúde e a elasticidade do tecido vaginal.
  • Cirurgia: para problemas estruturais ou aderências pós-cirúrgicas.
  • Tratamento do vaginismo: quando a queixa for causada pelo vaginismo, pode ser necessário um tratamento que envolva a terapia sexual e o relaxamento dos músculos vaginais.
  • Dilatadores vaginais: em alguns casos, a dispareunia pode ser causada pela falta de elasticidade vaginal. Nesses casos, o uso de dilatadores vaginais pode ajudar a melhorar a elasticidade do tecido vaginal e reduzir a dor durante a relação sexual.
  • Ninfoplastia: para as pacientes que tem dor na relação por causa do tamanho dos lábios vaginais, a labioplastia é uma opção. O procedimento reduz ou corrige a assimetria dos lábios vaginais e o excesso de tecido no capuz clitoriano. Melhorando o desconforto físico.

É importante consultar uma médica se você estiver experimentando alguma tipo de dor no sexo. A médica pode ajudar a identificar a causa subjacente e recomendar o tratamento mais apropriado.

Aproveite para assistir:

Como Prevenir a Dispareunia

Além dos tratamentos, existem algumas medidas preventivas que podem ajudar a prevenir a dor durante a relação sexual:

  • Prática sexual segura: usar preservativos pode ajudar a prevenir infecções sexualmente transmissíveis, que podem causar dor durante a relação sexual.
  • Lubrificação: os cremes lubrificantes podem ajudar a reduzir a dor durante a relação sexual, especialmente se houver secura vaginal.
  • Experimentar diferentes posições sexuais: algumas posições sexuais podem ser mais confortáveis ​​e menos dolorosas do que outras. É importante experimentar diferentes posições para encontrar a que funciona melhor para você.
  • Comunicação: falar abertamente com o parceiro sobre o desconforto pode ajudar a reduzir a ansiedade e o estresse associados à relação sexual, além de ajudar a encontrar soluções para a dor.
  • Relaxamento: praticar técnicas de relaxamento, como meditação ou yoga, pode ajudar a reduzir o estresse e a ansiedade, que podem contribuir para a dor durante a relação sexual ou mesmo exercícios de Kegel, podem ajudar a reduzir a tensão vaginal e melhorar o fluxo sanguíneo para a área genital.

Conclusão

Em resumo, a dor durante a relação sexual é um problema comum, mas não é normal e não deve ser ignorada. A dispareunia é uma condição que pode afetar negativamente a libido e vida sexual, a saúde emocional e física das mulheres.

Existem muitas causas potenciais de dor na vagina e útero durante o sexo e muitas opções de tratamento estão disponíveis.

É importante consultar uma médica se você estiver experimentando dor durante a relação sexual para identificar a causa subjacente e recomendar o tratamento apropriado.

Com medidas preventivas simples e o tratamento adequado, é possível aliviar a dor e melhorar a qualidade de vida.

Obrigada!

Tratamento Dor na Relação Sexual

Dra Fernanda Torras :: médica especializada em Saúde da Mulher 40+

A doutora Fernanda Torras é referência em Saúde da Mulher na Menopausa e Climatério.

Atendimento com tratamentos modernos e atualizados na clínica no bairro Campo Belo em SP.

Tag Post :

Compartilhe