EmSella: a solução inovadora contra a incontinência urinária

Ao longo do tempo, foram desenvolvidos diversos tratamentos mais ou menos invasivos para tratar a incontinência. Houve um momento em que, para ter resultados realmente efetivos, era necessário se submeter a uma cirurgia.

Mas graças às inovações tecnológicas, hoje temos a cadeira EmSella: com ela, você pode literalmente esperar sentada pela solução da incontinência urinária!

emsella

Solicitar orçamento

EmSella

cadeira tecnológica que trata incontinência urinária

O que é a cadeira EmSella e como funciona?

É um aparelho em formato de cadeira utilizado para tratar incontinência urinária. Pesquisas mostram que 95% dos pacientes que passaram por esse tratamento já relatam melhora na qualidade de vida. Além disso, 75% já conseguiram reduzir o uso de absorventes, o que é muito importante para a saúde da região íntima.

Diferente de todos os outros métodos, o funcionamento da EmSella é baseado na emissão de energia eletromagnética focada, que estimula as contrações musculares na região pélvica, proporcionando o fortalecimento dessa musculatura e, consequentemente, agindo na raiz da maior parte dos casos de incontinência urinária.

A tecnologia por trás desse tratamento é chamada de Hifem ((tecnologia de campo eletromagnético focado de alta intensidade), capaz de promover uma “reeducação” neuromuscular na região do assoalho pélvico.

EmSella Valor Sessão?

emsella

Benefícios da cadeira EmSella

Afinal, quais as vantagens de fazer o tratamento com a cadeira EmSella? Além de ser a metodologia mais avançada para combater a incontinência urinária, as indicações e benefícios são muitos. Confira:

Mais exercícios do que na fisioterapia

A fisioterapia pélvica costuma ser recomendada para pacientes com incontinência. No entanto, enquanto ela trabalha cerca de 100 exercícios, a cadeira EmSella consegue executar 11 mil contrações supramáximas em cada sessão! Isso é consequência das contrações estimuladas pela energia eletromagnética.

Importante ressaltar que a fisioterapia também é benéfica e pode continuar sendo feita pela paciente. Inclusive, ela vai potencializar os resultados e favorece a percepção corporal!

Rapidez

Os resultados da EmSella vêm mais rápido do que você pode imaginar! Em geral, o protocolo recomendado é de seis sessões, com duração aproximada de 28 minutos cada uma, feitas duas vezes por semana.
Ou seja: em menos de um mês, o tratamento já pode ser concluído.

Na segunda sessão, a paciente já começa a perceber os efeitos no dia a dia! E ao finalizar o protocolo completo, é possível fazer uma sessão de manutenção a cada três meses.

Conforto

Para fazer a sessão, basta que a paciente se sente na cadeira EmSella. Não é preciso se despir, porque as ondas eletromagnéticas conseguem chegar à musculatura pélvica mesmo através da roupa.

Além disso, o tratamento não é doloroso. Normalmente, temos relatos de um leve formigamento e da sensação de contrações no assoalho pélvico. Porém, é muito tranquilo, especialmente quando levamos em conta a eficácia e o pouco tempo!

Método não invasivo

A falta de tempo para a recuperação é um fator que impede muitas mulheres de realizarem procedimentos em prol da sua saúde. Pois você não precisa se preocupar com isso: logo depois da sessão de EmSella, você pode retomar a sua vida normal, voltando ao trabalho e às suas outras atividades. O método não é nada invasivo.

Melhora da vida sexual

Embora a cadeira EmSella seja muito indicada para o combate à incontinência urinária, precisamos ter em mente que o princípio desse procedimento é o fortalecimento do assoalho pélvico. Consequentemente, o resultado vai além do controle da bexiga e também passa por melhorias significativas na vida sexual.

Uma das estruturas sustentadas pelo assoalho pélvico é a vagina. Inclusive, a sua porção mais superficial também está relacionada à lubrificação e estímulo do clitóris. Portanto, quando está enfraquecido, é bastante comum que a mulher não consiga atingir o orgasmo, além de sentir dor e desconforto durante a relação sexual.

Algumas, deixam de praticar a atividade pela falta de prazer e pelo incômodo. Outras, ignoram tudo isso e acabam tendo uma vida sexual nada satisfatória.

Com a musculatura pélvica fortalecida, a mulher recupera o tônus muscular da região, volta a ter uma lubrificação adequada e a sentir a estimulação do clitóris: adeus, desconforto! Olá, vida sexual prazerosa!

Resultados comprovados

As estatísticas no mundo inteiro comprovam a eficiência da cadeira EmSella: 75% das pacientes que fizeram o tratamento deixaram de usar absorventes íntimos, 95% relatam estar contentes com a melhoria na qualidade de vida e 100% voltaram à rotina normal logo após o tratamento. Nada como saber de quem já passou pelo protocolo, não é?

Eleva a qualidade de vida

Com o fortalecimento do assoalho pélvico, você recupera o controle da bexiga, evitando os episódios de perda de urina. Logo, pode voltar a todas as suas atividades normais sem medo de passar por qualquer constrangimento! Volte a se exercitar, rir, caminhar, passear, trabalhar e fazer tudo o que mais gosta!

cadeira emsella

Quem pode usar a cadeira EmSella?

Além de tudo, esse tratamento é extremamente democrático: é indicado tanto para mulheres quanto para homens, de qualquer idade, que estejam sofrendo com a incontinência urinária e queiram melhorar a sua qualidade de vida!

O tratamento é eficaz para os casos de incontinência urinária de urgência, de esforço e mista.

 

Valor Sessão EmSella?

Para saber o valor das sessões de EmSella, entre em contato conosco. Mas não se esqueça de que estamos falando em um investimento em saúde e qualidade de vida. O valor da sessão pode variar de R$600 a R$1.000 e o pacote das 6 sessões entre R$3.600 a 5.ooo,oo.

Cuide da sua saúde e da sua qualidade de vida com a cadeira EmSella! Faça a avaliação e verifique se é o tratamento adequado para o seu caso.

EmSella em São Paulo?

Incontinência urinária: o que é e quais os tipos?

Chamamos de incontinência urinária os episódios de perda involuntária de urina pela uretra. Embora seja mais frequente em mulheres a partir dos 40 anos e na menopausa, também pode atingir as mais jovens. Basicamente, existem três tipos diferentes:

  • Incontinência urinária de urgência: nesse caso, a pessoa sente uma vontade intensa e urgente de urinar associada com a perda urinária.
    Acontece porque o músculo que forma a bexiga se contrai involuntariamente, conhecido como Bexiga hiperativa, mesmo que ela não esteja cheia. Pacientes com esse quadro sentem vontade de urinar frequentemente e podem ter esses escapes.

    • Urgeincontinência : essa versão da Incontinência de Urgência é mais agressiva, a pessoa perde urina involuntariamente associada ou imediatamente após a urgência miccional.

 

  • Incontinência urinária de esforço: a perda urinária ocorre em episódios de algum esforço, como tossir, espirrar, se exercitar. É o tipo mais frequente de incontinência e tem como principal razão o enfraquecimento da musculatura do assoalho pélvico.

 

  • Incontinência urinária mista: é uma junção das duas categorias anteriores.
emsella incontinencia urinaria

Causas da incontinência urinária

Agora que já entende o motivo da EmSella combater tão bem esse quadro, é importante compreender o que está por trás da incontinência urinária. Até porque, o fato de agir diretamente na causa do problema é o que torna o tratamento eficiente.

Nós controlamos a micção por meio da musculatura envolvida nesse processo. O músculo do esfíncter, quando contraído, impede a liberação da urina. Quando ele é relaxado, a urina pode fluir pela uretra. Além dele, os músculos do assoalho pélvico também atuam nesse controle. Nesse sentido, as principais causas da incontinência urinária são:

 

Enfraquecimento do assoalho pélvico

Essa é uma das causas principais e mais frequentes da incontinência urinária. O assoalho pélvico é um conjunto de músculos que ficam na região inferior do abdômen e dão sustentação a órgãos e tecidos, como a própria bexiga, uretra, útero e próstata. Por isso, essa musculatura está diretamente envolvida em funções essenciais, como o controle da urina, das fezes e das atividades sexuais.

O enfraquecimento do assoalho pélvico provoca a perda do controle dessas funções e pode acontecer por diversos motivos: envelhecimento, sobrepeso e obesidade, gestação, parto, menopausa (reduz a produção de colágeno, uma das proteínas fundamentais para o tônus dessa musculatura) e propensão hereditária.

Por ter como um dos fatores o envelhecimento, todas as pessoas estão suscetíveis ao enfraquecimento dos músculos pélvicos e, por consequência, à incontinência urinária. Por isso, uma grande parte dos casos de incontinência está ligado, direta ou indiretamente a essa causa.

 

Outros causadores

Além do enfraquecimento do assoalho pélvico, uma das causas mais frequências da incontinência, existem outros fatores frequentes:

  • Lesões e cirurgias que tenham comprometido em alguma medida os nervos do esfíncter;
  • Bexiga hiperativa, que se contrai involuntariamente mesmo sem estar cheia;
  • Tumores malignos ou benignos;
  • Infecção urinária (nesse caso, a incontinência pode ocorrer durante a infecção, que também precisa ser tratada);
  • Constipação crônica.

Para pessoas que sofrem de incontinência, episódios de estresse podem agravar o quadro, porque provoca a liberação de substâncias que causam inflamação no organismo. A bexiga é um dos órgãos que podem ser inflamados, aumentando a frequência e urgência para urinar.

 

Principais sintomas

Nem todo mundo consegue perceber facilmente que está sofrendo de incontinência urinária, pelo menos não no início desse quadro. Por isso, é importante prestar atenção alguns sintomas:

  • Aumento da frequência das micções, sem relação com um episódio de infecção urinária;
  • Urgência para ir ao banheiro logo que sente vontade de urinar;
  • Infecções urinárias de repetição;
  • Enfraquecimento do jato urinário;
  • Presença de gotas de urina nas roupas íntimas;
  • Dificuldade cada vez maior para reter a urina na bexiga por um período de tempo considerado normal.

Os sintomas começam a aparecer de forma sutil. Percebê-los precocemente para iniciar o tratamento com a cadeira EmSella é essencial para ter bons resultados!

 

Por que buscar um tratamento?

Infelizmente, por ser frequente, a incontinência urinária foi normalizada, principalmente entre as mulheres na pós-menopausa. Muitas ainda acreditam que essa condição é inerente ao envelhecimento e, por isso, não pode ser revertida. Porém, ainda que seja realmente uma das consequências do processo de envelhecer, hoje em dia, já existem tratamentos muito eficientes, como o EmSella.

Esse diagnóstico pode comprometer significativamente a qualidade de vida. A possibilidade da perda urinária faz com que a pessoa não se sinta à vontade em situações sociais, permanecendo sempre alerta para não se expor. Além disso, muitos pacientes deixam de praticar atividades físicas para evitar a perda involuntária de urina, o que acaba por prejudicar a saúde física e mental.

Outro ponto chave quando falamos em incontinência urinária é o comprometimento da autoestima. Mulheres ainda jovens, com um estilo de vida ativo, começam a se sentir limitadas e deixam de fazer muitas coisas que apreciavam. Abrem mão de participar de passeios, encontrar amigos e outros programas que demandem mais tempo fora de casa. Tudo isso afeta a percepção que têm de si mesmas, o que já seria motivo suficiente para buscar uma solução.

Além de tudo isso, muitas mulheres que sofrem de incontinência adotam por hábito o uso diário de absorventes que abafam a região íntima, aumentando as chances de proliferação de fungos e bactérias.

Pensando em todo esse cenário, investir em um tratamento eficiente para combater a incontinência urinária é a melhor forma de recuperar a qualidade de vida e voltar a fazer tudo o que gosta sem medo de constrangimentos!

 

Orientações para pacientes com incontinência

Sabemos que a incontinência urinária provoca diversos incômodos, por isso, algumas orientações são importantes para os pacientes:

  • Busque um tratamento eficiente. A seguir, você vai saber como funciona o EmSella, metodologia mais atual para combater esse problema;
  • Se você fuma, procure abandonar esse hábito. A nicotina estimula a musculatura da bexiga;
  • Reduza o consumo de cafeína, ela pode irritar a bexiga;
  • Evite beber líquidos antes de ir dormir;
  • Adote uma alimentação balanceada, rica em fibras;
  • Procure se manter dentro do peso considerado adequado. O sobrepeso é um dos fatores que enfraquecem o assoalho pélvico;

Alimentos e bebidas que pioram os sintomas de incontinência urinária

Sabe

Existem alguns alimentos e bebidas que irritam a bexiga, aumentando o número de contrações involuntárias do músculo da bexiga e acabam piorando os sintomas de urgência miccional, urge-incontinência e aumento da frequência urinária.

  • Alimentos cítricos: limão, laranja, abacaxi, tomate
  • Bebidas com cafeína, como refrigerantes à base de cola, café, chás, chocolate
  • Alimentos apimentados
  • O álcool não é irritativo, mas inibe um hormônio no nossa corpo, o que faz com que urinemos mais

Quer dizer então que quem tem incontinência de urgência não pode ingerir esses alimentos e bebidas acima? Na verdade, temos que considerar alguma s coisas:  nem todas as pessoas com incontinência de urgência apresentam sensibilidade aos alimentos mencionados. Precisa observar e se conhecer. Pode ser que para o seu caso, eles não interfiram.

Saúde é bem mais do que ausência de doença, envolve bem estar, qualidade de vida… tomar um cafezinho, por exemplo, é importante pra você? Então, tome, reduza a ingesta ou esteja preparada para uma piora dos sintomas.

Incontinência urinária: quando devo procurar um especialista?

O mais importante é buscar um profissional especializado (uroginecologista, ginecologista ou urologista) que possa avaliar o seu caso e propor o tratamento mais adequado, além de lhe trazer outras orientações.

incontinencia urinaria emsella
Clique para assistir

EmSella para Homens e Mulheres

medica menopausa

Médica da Saúde da Mulher 40+

A doutora Fernanda Torras é referência no tratamento das mulheres na Menopausa e Climatério em São Paulo.

Atendimentos no consultório localizado no bairro de Campo Belo em SP.

Tratamentos e procedimentos modernos e atualizados!

Volatr ao topo