Pré-Natal: o guia completo

 Em gravidez

Pré-Natal: consultas, exames, preço particular e mais dúvidas que a Grávida precisa conhecer.

Ter um bom acompanhamento um dos momentos mais especiais na vida, é uma tarefa muito importante.

Para que esse evento aconteça como sempre sonhou, é preciso conhecimento e cuidados especiais durante a gestação.

CLique e Assista ao Guia Completo!

Buscando por Pré-Natal Particular em São Paulo?

Entre em contato com a Clínica da Dra Fernanda:

O que é o Pré-Natal?

O Pré-Natal é a assistência que a gestante deve receber durante toda a gravidez. Ele tem como objetivo melhorar o bem estar e cuidar da saúde da mãe e do bebê, evitando problemas durante esse período e no momento do parto.

Os cuidados pré-natais são muito importantes, pois têm a função de orientar a futura mamãe sobre o que ela pode esperar e como ela deve agir durante toda a gestação.

Qual médico faz o pré-natal?

O Pré-natal deve ser feito por uma especialista em obstetrícia. Apenas o médico obstetra é capacitado para acompanhar o desenvolvimento da gestação, identificando possíveis problemas e prevenindo-os com antecedência.

O ideal é que, se você pensa em engravidar, já comece a conversar com o seu médico ginecologista obstetra na consulta pré-concepcional. Ele poderá tirar suas dúvidas quanto ao tempo que os medicamentos contraceptivos possam demorar para deixarem de fazer efeito e poderá pedir alguns exames específicos.

Muitos dos médicos obstetras também atuam como ginecologistas. Neste caso, esse profissional estará apto para tratar da saúde da mulher em diversos momentos de sua vida. Se ainda não sabe como escolher o melhor médico ginecologista obstetra para você, a dica é iniciar a busca o quanto antes por um obstetra particular que tenha boa formação, esteja atualizado e alinhado com seus desejos de pré-natal e parto, tenha proximidade e te dê total atenção e disponibilidade, sendo acessível quando precisar. A sintonia entre vocês também é um critério muito importante na avaliação, assim como boa estrutura e atendimento humanizado.

Primeira consulta de pré-natal

Na primeira consulta é importante perguntar tudo aquilo que te deixa em dúvidas sobre a gravidez e este período. Os assuntos do parceiro também são questões importantes a serem comentadas! Nas consultas, aproveite para relatar o que você vem sentindo e se houve algo fora do comum – isso é essencial para identificar possíveis problemas ou até mesmo preveni-los.

O profissional indicará quais são os exames e procedimentos necessários a cada nova consulta e etapa da gestação.

Quais são os exames do pré-natal?

Conheça os exames realizados durante o Pré-natal:

  • Hemograma completo: importante para identificar uma possível anemia e como está o sistema imunológico da gestante.
  • Glicemia: medir o nível de glicemia em jejum é importante para identificar se há diabetes gestacional, um fator de risco para a gravidez.
  • Sistema ABO e fator Rh: tomar conhecimento do sistema ABO é importante para possíveis transfusões. Já o fator Rh é necessário para garantir a segurança da mãe e dos próximos bebês que ela venha a ter.
  • Sorologia para HIV e VDRL: esse exame visa saber se a mãe é soropositiva para HIV, com possibilidade de desenvolver AIDS, e se ela possui o vírus da sífilis. Caso positiva para ambos ou um deles, é possível fazer um acompanhamento para que as doenças não afetem o desenvolvimento do bebê.
  • Reação para toxoplasmose e para rubéola: com esse exame é possível saber se a gestante já teve contato com essas doenças ou se está com elas. Os vírus causadores podem gerar má formação no feto, além de prejuízos ao sistema nervoso.
  • Sorologias para hepatite B e C e para citomegalovírus: o vírus da hepatite B e C podem ser passados para as crianças, que podem se tornar transmissoras da doença. Já o citomegalovírus é mais raro, mas pode trazer problemas para o desenvolvimento do feto.
  • Urina: o exame identifica se há alguma infecção e qual é a melhor maneira de combatê-la, evitando que ela se espalhe e cause parto prematuro.
  • Fezes: o exame tem como objetivo verificar se há alguma verminose. Se for identificado algum agente, é avaliada a melhor maneira de tratar sem prejudicar a gravidez.
  • Ultrassonografia: esse exame é bastante comum e é realizado em diferentes momentos para conseguir acompanhar o desenvolvimento da gravidez.
  1. No início da gravidez, o ultrassom é capaz de avaliar onde a gestação está ocorrendo – se está dentro do útero – e qual é a idade gestacional do feto. Neste momento também é possível saber se há mais de um bebê.
  2. Já entre as semanas 11 e 14, o ultrassom morfológico acompanha o desenvolvimento da criança.
  3. Entre as semanas 20 e 24, o ultrassom é usado para avaliar novamente a morfologia do bebê, assim é possível saber se a formação do sistema nervoso, pulmões, coração e outros órgãos está adequada.
  4. Próximo da 32ª semana, a ultrassonografia revela se o bebê está pronto para o parto – se está na posição correta e se cresceu nesse período.

Vacinas do Pré-natal

De acordo com o seu histórico de vacinação, pode-se fazer necessário tomar algumas vacinas durante o Pré-natal. Elas são muito importantes pois ajudam a imunizar a mãe e o filho contra diversos problemas de saúde.

Ao serem aplicadas na mãe, as substâncias estimulam o sistema imunológico materno e criam anticorpos contra esses perigos, transmitindo a proteção ao bebê através da placenta.

  • Vacina dTPa: a partir de 20 semanas, toda grávida deve tomar essa vacina. Ela deve ainda ser reforçada a cada gestação, pois protege o bebê contra a coqueluche depois do nascimento.
  • Vacina contra a gripe: pode ser tomada em qualquer fase da gestação e é altamente recomendada pois uma gripe pode levar a uma infecção respiratória mais grave nas gestantes. Ela vale apenas um ano, por isso deve ser tomada todos os anos, e fica disponível durante os meses de outono.
  • Vacina contra a hepatite B: esta só é aplicada em quem nunca tomou a vacina no esquema completo, de três doses.
  • Vacina contra o tétano: de acordo com seu histórico de vacinação, será necessário tomar mais uma ou duas doses da vacina contra o tétano antes da última dose, que está incluída na dTPa.

O calendário de vacinação deve ser respeitado e seguido conforme a orientação de seu obstetra.

Quando se deve começar a fazer o Pre natal?

O Pré-natal deve ser iniciado, preferencialmente, assim que existe a intenção de se engravidar. O médico que acompanha a saúde da mulher, nesses casos, irá recomendar a interrupção do método contraceptivo utilizado e poderá solicitar exames específicos, que atestam a saúde da mulher. Exames sobre a sua fertilidade e a de seu parceiro podem ser solicitados, caso seja necessário.

Se a gravidez não for planejada, o indicado é que você consulte-se com seu médico assim que tiver evidências ou suspeitas de que está grávida.

Pré-natal via plano de saúde

Caso você tenha plano de saúde, entre em contato com a sua operadora para saber mais informações a respeito do Pré-natal, maternidades e hospitais com atendimentos de emergência. Uma operadora pode oferecer planos diversos, dos básicos aos mais completos, por isso, certifique-se o que está dentro da sua opção escolhida. Outra informação muito importante é com relação à carência dos planos de saúde, fique atenta a esse dado para não ficar descoberta durante essa fase.

Veja também se os honorários do médico escolhido estão dentro da cobertura do seu plano. Caso não esteja, você pode optar por pagá-los diretamente e pedir um reembolso ao seu plano de saúde, se houver esse direito explícito no contrato, podendo ser ressarcida parcial ou total do valor pago.

Para escolher o hospital onde o bebê irá nascer, solicite uma listagem com todas as suas opções. O médico poderá selecionar em quais ele está cadastrado e a paciente escolherá de acordo com a sua preferência. É possível também visitar os hospitais para conhecer as maternidades e o berçário antes de escolher.

A cobertura dos planos de saúde pode gerar várias dúvidas, por isso é muito importante que você leia com atenção o contrato para saber quais são os seus direitos.

Pré-natal particular preço

O pré-natal particular é cobrado mensalmente, o valor é equivalente ao de uma consulta de rotina. A cobrança é independente do número de consultas realizadas no mês. Durante o pré-natal a paciente terá total disponibilidade e acesso à médica.

Buscando por Pré-Natal Particular em São Paulo? Entre em contato com a Clínica da Dra. Fernanda Torras para pedir um orçamento:

DEIXE UM COMENTÁRIO